Saiba como o álcool pode afetar a gravidez – SOS Sobriedade

Sabe-se que tanto o álcool e as drogas afetam diretamente a saúde do bebê e podem deixar sequelas. Saiba como o álcool afeta a gravidez!

Como o álcool pode afetar a gravidez

 

Saiba como o álcool pode afetar a gravidezÉ comum nascerem crianças com danos cerebrais causados pelo abuso de álcool da gestante. Muitas vezes os danos são sutis a aparentemente imperceptíveis, mas podem surgir a longo prazo.

Embora a maioria das mulheres tenham consciência de que o abuso das bebidas alcoólicas é prejudicial para o bebé, o que muitas não sabem é que uma quantidade muito baixa de álcool também pode prejudicar o feto.

Problemas causados pelo abuso do álcool durante a gravidez

· Aumenta o risco de aborto espontâneo;
· Risco do bebê nascer com a síndrome alcoólico fetal (transtornos físicos e psicológicos);
· Deficiência no crescimento do feto e do bebê;
· Deformações faciais, entre as quais se pode encontrar a microcefalia ou a frente estreita, anomalias máximo-bucais como hipoplasias ou desenvolvimento incompleto do lábio superior.
· Deficiência mental.
· Mau-funcionamento do sistema nervoso, como problemas de memória, de concentração e de atenção.
· Anomalias nos sentidos, especialmente na vista e no ouvido. Possível desenvolvimento de surdez e alterações da linguagem.
· Associação com outros tipos de anomalias, sobretudo de carácter cardíaco, esquelético e genital.

O maior risco durante a gravidez é com o feto no primeiro trimestre de gestação, uma vez que o cérebro, o coração e outros órgãos principais estão em desenvolvimento.

Seja no primeiro trimestre ou durante os nove meses, a melhor escolha é a abstinência total do álcool ou qualquer tipo de droga e medicamento que não seja receitado pelo médico. Caso a mãe tenha dificuldades em parar com o álcool, drogas ou medicamentos deve procurar um médico e um tratamento adequado.
por Rodrigo Longo

Tweet

Autor:
Rodrigo Longo
Fonte:
http://www.todopapas.com.pt/gravidez/alimentacao-na-gravidez/gravidez-e-alcool-uma-combinacao-perigosa-para-o-seu-bebe-1769

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *