Remédios Caseiros e Tratamentos Naturais para Candidíase

candidiase
A candidíase é uma infecção causada pelo fungo Candida albicans e que ataca qualquer parte da pele humana. Conheça os remédios caseiros e tratamentos naturais para candidíase!

Remédios Caseiros e Tratamentos Naturais para Candidíase


Alguns exemplos de medicamentos para a candidíase são o Fluconazol e o Miconazol, mas existem outros medicamentos que podem ser utilizados no caso desta doença.
 
Remédios Caseiros e Tratamentos Naturais para CandidíaseAqui vamos apresentar alguns tratamentos e remédios caseiros, a base de plantas e outros ingredientes que você pode ter em casa. Mas para saber sobre medicamentos encontrados em farmácias, veja o artigo:
 


Iogurte

 
Um remédio caseiro muito eficaz, barato e sem efeitos colaterais para curar a candidíase é o iogurte natural, que também pode ser usado como remédio caseiro para candidíase na gravidez pois não prejudica o bebê.

Ingredientes

 

1 embalagem de 125 g de iogurte natural
1 seringa sem agulha ou 1 absorvente interno

Modo de preparo

Introduza o iogurte no interior da vagina, com o auxílio de uma seringa (sem agulha), 2 vezes por dia, durante 3 dias. Use um absorvente para evitar que a calcinha fique molhada.

Uma outra forma prática de utilizar o iogurte como remédio para candidíase é mergulhar um absorvente interno no potinho de iogurte natural, em temperatura ambiente, e introduzi-lo na vagina, deixando-o atuar por, pelo menos, 3 horas.

O iogurte irá diminuir a acidez da vagina, travando o crescimento das bactérias que preferem um ambiente mais ácido para se desenvolver.

Esse remédio caseiro também pode ser utilizado por homens, mas pode ser desconfortável permanecer com a cueca molhada durante o dia.

Retire o iogurte da geladeira com alguma antecedência, para que a temperatura fria não cause incômodo.

Água morna e vinagre

 

Um ótimo remédio natural candidíase é lavar a região genital com água morna e vinagre, pois o vinagre possui o mesmo pH da vagina e isto ajuda a regularizar o pH vaginal, diminuindo a proliferação dos fungos nesta área.

Ingredientes

 

500 ml de água morna
4 colheres de vinagre

Modo de preparo

 

Basta misturar os 2 ingredientes e colocá-los no bidê ou numa bacia. Deve-se lavar a região íntima com água corrente, e depois lavar novamente a região externa e interna da vagina com esta água com vinagre, permanecendo sentado dentro da bacia por cerca de 15 a 20 minutos, de cada vez. Recomenda-se fazer este banho de assento 2 a 3 vezes ao dia.

Alho e cebola

 

Ajudam a combater tanto cândida quanto parasitas, pois têm propriedades antibacterianas, antiinflamatórias e antifúngicas. Prefira-os ao natural. Os suplementos de óleo ou extrato de alho também são bons, mas o processamento do alho em cápsulas gera a perda de parte de sua atividade antifúngica.


Tomar chá de dente-de-leão e unha-de-gato.

 
Cortar da dieta alimentos doces (dextrose, sacarina, glucose, maltose, lactose, frutose); frutas, exceto as que contêm baixo grau de açúcar, como pêra, cereja, mamão papaia (com moderação); trigo, centeio, leite, queijo, bebidas alcoólicas, bebidas com cafeína, batata, mel, cogumelo e vinagre, pois esses alimentes promovem o crescimento da levedura ou podem agravar a condição das colônias de leveduras já existentes.

Evitar alimentos enlatados, principalmente os que contêm açúcar.

Manter a comida bem tampada no refrigerador para prevenir a formação de fungos.

Não comer maionese e adotar uma dieta baixa em carboidrato.

Tomar suplementos de vitaminas e minerais para ajudar o sistema imunológico a controlar possíveis infecções. Sugestões: vitamina A, vitamina C, selênio, iodo, selênio, zinco, vitamina E, ferro e biotina. Deve-se preferir as vitaminas naturais, evitando as sintéticas.

Tomar glutamina – aminoácido importante para a manutenção da massa muscular, as funções do cérebro, a integridade intestinal e a manutenção dos níveis de açúcar corretos no sangue. A glutamina estimula o sistema imunológico.
Fazer exercícios leves, como caminhada e ioga, para ajudar a eliminar o fungo.
Tomar probióticos (bactérias intestinais benéficas que agem contra bactérias patogênicas, vírus e fungos, como a cândida).

Tomar óleos que contêm ácidos graxos ômega 3 e 6, como óleo de peixe, de prímula e de linhaça.

Comer algas marinhas – ricas em selênio e iodo, inativam os fungos. 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *