Prática da meditação – Os tipos de consciência

Para praticar a meditação vimos que é necessário conhecer os caminhos da mente, como funciona o fluxo mente – emoção – corpo. A consciência desperta para este fluxo nos leva ao contato íntimo com os nossos nós interiores através da meditação, que busca desfazer estes nós e resolver ilusões emocionais, frutos de nossa ignorância, e assim, alcançar a paz de espírito e a felicidade.

Tweet

Prática da meditação

Os tipos de consciência

O budismo fala dos seguintes dos tipos de consciência:

Consciência dos cinco sentidos

A visão, audição, olfato, paladar e tato. Este tipo de consciência é a mais superficial das consciências, pois permite somente o contato com o mundo externo e material. Este tipo de consciência percebe o corpo físico e não perceber os outros tipos consciências, pode resultar o que chamamos de “ilusão de ótica” da percepção do todo corpóreo (físico, mental, emocional e espiritual).

Consciência de identidade

É a consciência que existe um eu separado, independente e duradouro, contrário àquelas coisas que não são o eu. Por exemplo, quando compramos coisas para o nosso prazer e conforto, como um carro, uma roupa bonita, um celular, pensamos que aquele desejo está relacionado ao eu, pois achamos que o nosso eu, para ser completo, necessita de coisas e pessoas.

 

Prática da meditação - Os tipos de consciênciaAssociamos o status ao nossos eu, associamos o relacionamento com outra pessoa com a felicidade do nosso eu, associamos a autoestima com bens materiais como forma de completar o o valor do nosso eu, enfim, projetamos o conceito de identidade do nosso eu nas coisas e pessoas. Podemos também associar emoções e sentimentos com o nosso eu, como a raiva, a inveja, o desejo, entre outros, como parte formadora do nosso eu. É comum ouvir as pessoas dizerem: Ah! Eu sou assim mesmo!

Não somos assim! Na verdade o nosso eu carrega tudo isso ao longo da nossa vida, como um imã que vai atraindo os metais que estão por perto. Quando o imã está coberto de metal, parece que o imã e os metais são uma coisa só, mas não, o imã é uma identidade separada dos metais e os metais são só partes agregadas a ele, mas não fazem parte da sua composição. O nosso eu é uma identidade separada e independente das coisas, pessoas, emoções e sentimentos, e estas coisas uma hora fazem parte da nossa vida, e outra hora elas se vão.

Depósito de consciência

É tudo o que colocamos na nossa consciência. É como um jardim que contém todo tipo de sementes onde, o jardim é a nossa consciência e as sementes são as coisas, experiências, emoções e sentimentos que vamos depositando nela.

Consciência da mente

É como o jardineiro que cuida das sementes depositadas no jardim. A consciência da mente trabalha o tempo todo, plantando, cuidando e excluindo pensamentos, sentimentos e emoções.

por Rodrigo Longo

Tweet

 Veja Também!

Dicas de meditação – Despertando a consciência

Como aproveitar melhor a meditação!

A prática da meditação – Os 10 nós interiores

O sofrimento – O caminho para a realização espiritual

A mente de renúncia – O desapego da ignorância e do sofrimento

Dados do Artigo:

Prática da meditação – Os tipos de consciência
Espiritualidade
Conheça os tipos de consciência e os caminhos entre mente – emoção – corpo, necessários para a prática da meditaçãoe para o contato íntimo com os nossos 10 nós interiores da consciência!

Fontes:
MEDITAÇÃO E CURA!
16 de setembro de 2013 – Disponível em:  http://budavirtual.com/2013/09/16/meditacao-e-cura/

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *