O que é a dependência química?

A dependência química é uma doença, apesar de muitas pessoas negarem esse fato ou não admitirem como tal, e atinge muitas áreas da nossa vida. O problema é que nem todos têm consciência da gravidade desta doença, o que facilita para que a doença se instale.
A dependência química afeta todas as estruturas da nossa vida (vida familiar, social, laboral, etc) e principalmente nossa estrutura física e psíquica e isso colabora para a falência total como ser humano.





A dependência química: uma doença física

· Incurável
É incurável pois quando começamos a usar alguma tipo de substância como a droga e o álcool o nosso organismo registra essas informações e se adapta de tal maneira que com o tempo acaba necessitando daquilo para poder continuar funcionando normalmente. É o que chamamos de memória celular, que registra o tipo de substância, a quantidade consumida e a frequência de uso.

· Progressiva
É progressiva porque avança, ou seja, vai se tornando cada vez mais grave com o passar do tempo. Aos poucos ela vai comprometendo todas as áreas da vida da pessoa e, naturalmente, se desenvolve fazendo com que o indivíduo necessite de maiores quantidades em maior frequência para obter o mesmo efeito que tinha antes, ou seja, dosagens cada vez maiores. Chamamos esta progressão de tolerância orgânica.

· Fatal
Finalmente a dependência química é fatal porque leva a morte, seja direta (overdose) ou indiretamente, como brigas, acidentes, doenças, etc.

A dependência química: uma doença psíquica

A dependência química não é só um problema físico, mas principalmente psíquico, uma vez que provoca abalos psíquicos e emocionais, bem como geram sérios distúrbios dessa natureza com o passar dos anos. A obsessão é uma doença psíquica causada pelo uso de drogas e álcool, gerando a compulsão pelo objeto desejado, ou seja, a droga e/ou álcool. Isso significa que o dependente se torna uma pessoa completamente submissa à sua dependência levando-o a ter um desejo exagerado seguido de atitudes descontroladas.

Ver: Dependência Química

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *