Hábitos e comportamentos negativos facilitadores da síndrome de abstinência demorada

Os hábitos e comportamentos negativos podem influenciar diretamente na nossa sobriedade e desencadear os Sintomas de Abstinência Demorada. Estes hábitos podem ser o reflexo da sequência anterior do comportamento compulsivo, onde, por várias vezes em que reprimimos os stress, desenvolvemos uma série de hábitos e comportamentos compulsivos, como forma de compensar esse estress e ansiedade.

Tweet

Hábitos e comportamentos negativos facilitadores da síndrome de abstinência demorada


Para o Psicólogo Pablo Kurlander (2013), os hábitos “são aquelas atitudes, positivas ou negativas, que repetidas uma e outra vez se tornam quase que automáticas”. Os hábitos tornam-se tão corriqueiros na nossa vida, que não precisamos pensar para eles acontecerem, acostumamos a praticá-los sem pensar.

Kurlander (2013) ainda afirma que:

dependencia quimicaNos casos dos dependentes químicos estamos falando, é claro, de impotência perante hábitos negativos. Muitos defeitos de caráter, como a mentira, por exemplo, se tornam tão comuns na vida do dependente que chegam a se transformar em hábitos. é o caso da pessoa que já não mente somente quando a situação o “requer”, mas mente o tempo inteiro, mesmo nas situações mais insignificantes.

Marques (2008), diz que ”o grande desafio da recuperação é substituir a rotina centrada na droga por novos hábitos”. Ainda afirma que os hábitos devem ser revistos como forma de evitar e controlar os “estímulos de eventos desencadeadores do comportamento de consumo”. Isso quer dizer que estes estímulos podem enfraquecer a pessoa que está em recuperação, e que a melhor forma de lidar com isso é a mudança de hábitos e comportamentos.

Assim, os hábitos e comportamentos como, frequentar determinados lugares, falar de determinados assuntos que lembram a vida de adicção, lembrar das falsas conquistas como roubos, deturpações sexuais, brigas, quantidade de drogas que usava, entre outros hábitos podem nos colocar em contato com a nossa antiga realidade e desencadear os sintomas de abstinência novamente.

Muitas vezes esses hábitos e comportamentos são uma forma de aliviar a tensão gerada pelo stress e ansiedade, mas que a longo prazo podem provocar sintomas de abstinência e uma possível recaída. Para a Psicóloga Rosemeiry são “Comportamentos que produzem problemas a longo prazo em troca do alívio imediato/momentâneo”.

Estas ações produzem intensa excitação e euforia, seguida por dor e desconforto.

Dentre os hábitos e comportamentos destacam-se os que mais influenciam na recuperação e que podem contribuir com o reaparecimento dos Sintomas de Abstinência:

Comportamentos internos

– Pensamentos, sentimentos e emoções;

– Defeitos de caráter;

– Obsessão;

Comportamentos externos

– Hábitos negativos;

– Compulsão (trabalhar demais, comer demais, sexo promíscuo, jogos de azar, comprar em exagero);

Estes hábitos e comportamentos podem ser uma forma de canalizar o desconforto gerado pelos sintomas de abstinência, como podem também ser uma consequência deles, podendo assim, desencadear o processo de recaída.

por Rodrigo Longo

Tweet

 Veja Também!

Como superar os sintomas de abstinência

Síndrome de abstinência demorada – Comportamentos compulsivos

Mudanças que auxiliam na manutenção da recuperação da dependência química

Quanto tempo a cocaína demora para sair do sangue?

Desintoxicação de cocaína

Dados do Artigo:

Hábitos e comportamentos negativos facilitadores da síndrome de abstinência demorada
Álcool e Drogas
Os hábitos e comportamentos negativos podem influenciar diretamente na nossa sobriedade e desencadear os Sintomas de Abstinência Demorada.Saiba mais!

Fontes:

KURLANDER, P. Apostila de Dependência Química. Avaré: Comunidade Terapêutica Nova Jornada, 2013.
MARQUES, K. I. G. Dificuldades na manutenção da abstinência nos toxicodependentes em tratamento. Santiago: Campus Universitário da Cidade da Praia, 2008.
Disponível em: http://bdigital.unipiaget.cv:8080/jspui/bitstream/10964/98/1/Katia%20Marques.pdf

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *