Dieta e Saúde – Problemas emocionais X Emagrecimento

emagrecer
dieta e saudeO sobrepeso e a obesidade são causados por diversos fatores : genéticos, biológicos, nutricionais e psicológicos. Os últimos atuam de dois modos : podem levar a pessoa a comer mais e podem funcionar como autêntico OBSTÁCULO À PERDA DE PESO, um verdadeiro BLOQUEIO à aderência a um programa de emagrecimento.

Saiba mais sobre os problemas emocionais que podem causar o aumento de peso e confira 10 dicas para você emagrecer!

São vários os problemas emocionais que podem levar ao aumento de peso ou a impedir que a pessoa emagreça:

Compulsão Alimentar: pessoas que comem não por fome, mas que o fazem por ansiedade, apressadamente, ingerindo grandes quantidades de alimento num período curto de tempo, sentindo-se depois arrependidas ou culpadas. De repente começam a comer e não param mais, a não ser quando estão empanturradas, cansadas ou com mal estar. Se a compulsão estiver presente e não for tratada, inviabilizará todos os esforços da pessoa para emagrecer. 

dieta e saude Depressão: afeta a pessoa como um todo. Pessoas que estão deprimidas tem, entre outras, uma alteração no comportamento alimentar para mais (ou para menos) que pode levá-las a engordar. Há queda da motivação para a dieta, auto-depreciação, pessimismo. Quando a depressão estiver presente em algum grau no candidato a emagrecimento, deverá ser tratada prioritariamente.

Ansiedade: é o “vilão” número um das dietas alimentares. Apresenta-se em diversas formas (pânico, fobia social, ansiedade generalizada, fobias, stress pós traumático, fobias específicas, etc ). Pessoas tensas, excessivamente preocupadas, com pânico, com medos diversos, podem encontrar no alimento uma fuga para seus males, para um estado interno de desconforto.

Dificuldades sexuais, conjugais ou afetivas: É sempre importante verificar o que se esconde por trás de uma obesidade ou excesso de peso. A gordura pode servir como “escudo” para evitar relacionamentos, não assumir a própria sexualidade ou mesmo como forma de “rebelião passiva” a situações conjugais conflituosas.

Stress: É comprovado que o stress tem influência sobre o peso corporal, seja pelo aumento do cortisol circulante ou pelo aumento da quantidade de comida ingerida, que passa a atuar inadequadamente como “mecanismo anti-stress”.

Dificuldade de controle de impulsos: pessoas impulsivas que não conseguem adiar a gratificação imediata de um impulso em detrimento a uma gratificação à médio prazo, são mais vulneráveis a uma “sabotagem” em sua dieta.

Problemas de relacionamento: dificuldades de relacionamento familiar, social (timidez excessiva, agressividade social, baixa qualidade de vida social) podem levar a pessoa a atacar o prato de comida.

Não coma rápido! Preste atenção no tempo que você leva para realizar cada refeição. O correto é demorar pelo menos 15 minutos para fazer cada refeição. Mastigue bem antes de engolir.
Não fique mais que 4 horas sem comer! Não adianta nada você ficar horas e horas sem se alimentar para depois comer um monte de uma vez. Alimentação balanceada é o caminho!
Não fuja da balança! Pese pelo menos de 15 em 15 dias para saber como está seu peso. Fugir do problema não irá fazer você emagrecer.

  1. Não coma rápido! Preste atenção no tempo que você leva para realizar cada refeição. O correto é demorar pelo menos 15 minutos para fazer cada refeição. Mastigue bem antes de engolir.
  2. Não fique mais que 4 horas sem comer! Não adianta nada você ficar horas e horas sem se alimentar para depois comer um monte de uma vez. Alimentação balanceada é o caminho!
    dieta e saude

  3. Não fuja da balança! Pese pelo menos de 15 em 15 dias para saber como está seu peso. Fugir do problema não irá fazer você emagrecer.
  4. Mercado só depois da refeição! Ir ao mercado ou padaria antes de almoçar ou tomar café é pedir para comprar e comer mais do que precisa. Essa dica além de ajudar na sua dieta ajuda também no seu bolso 😉
  5. Comer sozinha jamais! Se alimentar sozinho ou mesmo em lugares muito barulhentos é uma má pedida.
  6. Estabeleça horários! Suas refeições devem ter horário pré-estabelecidos. Não pule nenhuma delas e muito menos coma no intervalo entre uma e outra.
  7. Pare e pense! Reflita sobre os reais motivos que fazem você comer em excesso e/ou fora de hora.
  8. No mercado, evite caixas rápidos! Todo caixa geralmente tem suas gôndulas com guloseimas e afins, porém são nos caixas rápido que mora o maior perigo… geralmente são dezenas de gôndolas cheia de alimentos que você deve passar longe.
  9. Receitas, receitas e mais receitas! Pesquisa na internet, pegue com o vizinho, no jornal.. mas nunca deixe faltar em sua casa muitas receitas de refeições saudáveis.
  10. Pizzaria pode! Só não exagere nas pizzas de calabresa, bacon, catupiry e afins. Prefira as mais “verdes”: escarola, brócolis, vegetariana etc.
Não deixe de ver também:

dieta e saude

Problemas emocionais e emagrecimento

Fonte:
http://www.tommaso.psc.br/site/artigos/?id_artigo=61
http://www.psicobesidade.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=108&Itemid=73
http://www.dietasgratis.com.br/10-dicas-para-voce-emagrecer-com-saude/

Busca:

dieta e saude

problemas emocionais

emagrecimento

dicas

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *