Como funciona o tráfico de drogas

trafico de drogas

O tráfico de drogasCrack, cocaína, maconha, LSD, ecstasy e outras drogas. Os traficantes de drogas estão cada vez mais ousados e inteligentes. Saiba como funciona o tráfico de drogas!

Na televisão, na internet, no jornal impresso, entre outras mídias, vemos diariamente notícias de prisões de drogas. As formas de tráfico são as mais inusitadas, como pedras de crack em bonecas, dentro de paredes, enterradas, no meio de pneus de carros, dentro da lataria, no estômago, entre outras artimanhas.

Seja no atacado ou no varejo, os traficantes estão tentando transportar drogas a todo custo e de qualquer maneira, o importante é que esta droga chegue até o consumidor final.

A Organização das Nações Unidas (ONU) registraram o tráfico dessa droga em pelo menos 146 países, ou seja, em praticamente todos os países do mundo. O que resulta num mercado que movimenta anualmente cerca de 800 bilhões de dólares no planeta.

O consumo de cocaína no Brasil vem aumentando desde 2006, e o tráfico da droga também cresceu, pois a demanda cresceu, especialmente na região Sudeste. O consumo de maconha alcançou o número de 6,7 milhões de usuários na América do Sul, e o Brasil superou os outros países.

Grande parte desta droga vem do Paraguai, pois a produção brasileira de maconha não é suficiente para atender a demanda crescente.

De acordo com a Organização das Nações Unidas, o aumento do consumo de drogas no Brasil é o fator principal para o aumento do tráfico. Nas regiões Sudeste e Sul do país o consumo cresceu mais.trafico de drogas

Existe uma espécie de corredor onde passa toda a droga, começando por Colômbia (60%), Bolívia (30%) e Peru (10%) com destino à Europa, e que contribui para o aumento do uso da cocaína no Brasil.

A droga vem em grande quantidade e parte dela fica em solo brasileiro. Vendida para grandes traficantes, ela é distribuída aos pequenos que a fazem chegar ao consumidor final.

 

Busque ajuda!

Muitas vezes, devido ao consumo do álcool e/ou droga, o usuário coloca em risco aspectos importantes de sua vida, tais como família, emprego, saúde. Além disso pode não perceber os problemas decorrentes deste uso ou mesmo negá-los. Nesses momentos, não é raro os membros da família apresentarem sentimentos de raiva ou impotência frente ao usuário ou a situação.
Essas ocasiões deveriam se transformar em buscas de ajuda em unidades de saúde, conversas com um profissional e pessoas de referência na sua comunidade, adesão a grupos de ajuda e cursos.

Dependência Química:Como lidar?


Para lidar com um dependente químico, primeiro é preciso conhecer a doença, os sintomas de abstinência, a prevenção de recaídas e as questões psíquicas e emocionais que envolvem a dependência química.

A família é parte importante na recuperação do dependente químico!

 


Busque informações corretas sobre as drogas, pois os filhos deixam de acreditar no que os pais dizem quando percebem que as informações repassadas não correspondem à realidade.
Aqui você encontra alguns cursos completos sobre como lidar com a dependência química, e assim poder ajudar o dependente químico. Vale a pena fazer!

 

Conheça os cursos sobre a Dependência de Cocaína, Crack, Álcool e Maconha!
COMECE AGORA!
Curso – Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?
O curso “Dependência de Cocaína e Crack: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Curso de fácil compreensão. Textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. Mais informações >>

 

Curso Dependência de Álcool: como lidar?Curso Dependência de Álcool: como lidar?

É direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos. Desenvolvido com linguagem rápida e de fácil compreensão. Leituras de textos, vídeo aula, vídeos sobre o tema, textos complementares e questionários. Mais informações >>

Dependência de Maconha: como lidar?Dependência de Maconha: como lidar?

O curso “Dependência de Maconha: como lidar?” é direcionado ao público geral, desde profissionais da área da saúde, educação a pais de dependentes químicos ou a quem esteja interessado em expandir seus conhecimentos e aprender informações atuais e práticas sobre a dependência de maconha. Mais informações >>

 

Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco: sossobriedade@gmail.com

 

 


Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *