O dependente químico: racionaliza sua dependência em termos de uma ideologia de vida (ou morte”, como preferirmos denominá-la), ou seja, assume um delírio diferente em conteúdos daqueles que conhecemos nas psicoses, mas que é igual em sua estrutura.Ler mais…Na construção de um delírio se faz necessário: não responder ao juízo de realidade nem à prova …

Compartilhar