Arrependimento – O passo para a libertação!

auto ajuda e motivaçãoComo prometido, aí vai uma mentalização para perdoar a si mesmo. Respire fundo aproximadamente 5 vezes até que se sinta confortável e em paz. Leia pausadamente as seguintes palavras:

“Neste momento, decido perdoar-me. Sei que nem sempre consigo ser o filho que gostaria de ser, o marido (ou esposa) que gostaria de ser, o funcionário que gostaria de ser, enfim, a pessoa que eu gostaria de ser. Sei também que por vezes, acabei proferindo palavras duras que acabaram por magoar outras pessoas. Também sei que tive pensamentos de raiva, ciúme, ódio, calúnia em relação a algumas pessoas. Também me recordo de atos que eu não gostaria de ter feito. Leia o texto na íntegra!

Porém, agora compreendo que estes atos, palavras e pensamentos não foram proferidos pelo meu “eu divino” (interior) e sim pelo “eu externo”, que ainda está amadurecendo e nem sempre sabe se comportar adequadamente. Agora que me conscientizei de que meu “eu interior” é totalmente imaculado, pois nunca errou, deixo que a luz emitida por ele apague todos os meus erros. Sinto agora a minha própria luz interior apagando todos os meus erros e suas consequências. É como o sol da manhã derretendo a geada matinal.

Agora, após verdadeiro arrependimento, sinto que estou absolvido pela minha própria consciência e tomo a convicta e firme decisão de ser menos egoísta e doar o que tenho de melhor dentro de mim (amor, carinho, boas palavras, elogios, incentivos) como forma de espalhar o bem e sepultar definitivamente meus erros e omissões. Já estou perdoado. Fim da mentalização.”

Quem ainda não se sente um ser divino (por complexo de inferioridade) pode imaginar que a luz que faz desaparecer e absolver os erros sejam emitidas pela grande vida universal ou ser supremo.
Para que não soframos com o sentimento de culpa e também com o sentimento de auto-punição, é importante que aprendamos a perdoar a nós mesmos.

Para que possamos nos perdoar, é necessário primeiramente separar a sua essência e seu ser externo. Seu ser externo é esse que você já conhece, que briga, que fica irado, que é egoísta e que nem sempre se comporta como você gostaria. Já sua essência é seu ser divino, sua perfeição inata, algo que jamais se alterou ou se alterará, sejam quais forem os atos e palavras do seu ser exterior.

Pois bem, o auto-perdão deve vir acompanhado do verdadeiro arrependimento. O verdadeiro arrependimento não é apenas debruçar-se e chorar pelo que fez ou deixou de fazer, mas sim promessa concreta mudança.

Não deixe de ver também:

1.A espiritualidade no tratamento da dependência química

2.As 4 marcas de Deus!

3.Bem – aventurado X Mal – aventurado 

4.Dependência emocional – Muletas psicológicas

5.Depoimento de um dependente químico 

arrependimento

O passo para a libertação

Fonte:http://www.blogdohenriqueamaral.blogspot.com.br/search/label/arrependimento
por Henrique Amaral

Busca:

espiritualidade

arrependimento

auto perdão

perdão

Dados do Artigo:

Arrependimento – O passo para a libertação

Categoria: Fé e Crença

espiritualidade

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *