Transtorno Bipolar – A doença que mais causa suicídios

Dos casos de transtorno bipolar, entre 30% e 50 % tentam suicídio, segundo a estimativa da ABTB (Associação Brasileira de Transtorno Bipolar). Conforme a pesquisa, 20% dos casos conseguem o objetivo. Saiba mais sobre o transtorno bipolar, a doença que mais causa suicídio!

Transtorno Bipolar

A doença que mais causa suicídios

“De todas as doenças e de todos os transtornos, o bipolar é o que mais causa suicídios”, afirma a presidenta da ABTB, Ângela Scippa.


sintomas do transtorno bipolarPara Maria das Graças de Oliveira, professora de psiquiatria da UnB (Universidade de Brasília), o risco existe principalmente nos casos de transtorno bipolar misto, onde os sintomas de depressão se misturam com exaltação do humor, que pode ser entendido como uma oscilação entre euforia X depressão.

As características e tendências suicidas pode ser:

Desejo de morrer

Considerar a ideia de suicídio

Sentimento de desesperança e desamparo

Abuso de álcool e/ou drogas

Comportamento autodestrutivo

Colocar-se em situações perigosas

Atitudes de preparação para a morte

tipos de transtorno bipolar

Vale a pena ressaltar que o maior inimigo é a resistência ao tratamento devido ao preconceito. Muitas pessoas com transtorno bipolar evitam o tratamento por causa do preconceito contra tratamentos psiquiátricos e medicamentos. Em muitos casos o portador não admite ter o transtorno e de que não precisa de tratamento, o que agrava ainda mais o quadro bipolar.

por Rodrigo Longo

Veja Também!

Transtorno Bipolar – O que é?

Tipos de Transtorno Bipolar           

Sintomas do Transtorno Bipolar

Transtorno Bipolar – Tratamentos e Grupos de Apoio

Transtorno Bipolar na adolescência 


Tweetar

Dados do Artigo:

PsicologiaDoenças

Pesquisas indicam que o transtorno bipolar é a doença que mais causa suicídios. Saiba mais!

Fonte:
http://tratamentodadepressao.org/427-transtorno-bipolar-suicidio/
http://drauziovarella.com.br/letras/t/transtorno-bipolar/
Share

Transtorno Bipolar na adolescência

O número de casos de transtorno bipolar na adolescência está próximo ao número de casos em adultos, o que é preocupante, pois se não for tratado o quanto antes, pode agravar o quadro na idade adulta e causar prejuízos irreversíveis. Em certos casos o transtorno bipolar não tratado pode levar ao suicídio. Saiba mais sobre o transtorno bipolar na adolescência!

Transtorno Bipolar na Adolescência

Geralmente, na maioria dos casos os primeiros sintomas do transtorno bipolar surgem na adolescência e, como este distúrbio é progressivo, torna-se mais intenso na idade adulta.
psicologiaSegundo estudos do Instituto Nacional de Saúde Mental, somente 2,6 % das pessoas que sofrem transtorno bipolar, apresentaram sintomas nos últimos 12 meses.
Pesquisadores que estudaram o transtorno bipolar desconriram que 2,5% dos adolescentes apresentaram sintomas bipolares de mania e depressão e 2,2% dos adolescentes tinham experimentado os sintomas nos últimos 12 meses.
Os estudos não indicam que os números de casos em adolescentes estão crescendo, mas é provável que parte dos sintomas começam na adolescência e que, se não tratados no início, podem contribuir com o desenvolvimento do transtorno.

Pesquisas demonstram que 1,4 % das crianças entre 13 e 14 anos apresentam sintomas maníacos. Alguns comportamentos que podem serem vistos em crianças com potenciais bipolares são gritar, bater a cabeça na parede e dizer que quer morrer, e em outras fases ser muito calmo. 

Para os especialistas estes comportamentos são sintomas que apresentam a predisposição para o transtorno na idade adulta e que devem ser tratados logo na infância, para que o distúrbio não se desenvolva e traga complicações na idade adulta.Os sintomas, mesmo que sutis e parecidos com um mal comportamento, normal de infância, dever ser encarados como possíveis indícios, pois mesmo, apresentando sintomas menos específicos, eles progridem no decorrer dos anos.

transtorno bipolar na adolescencia

Devido aos sintomas serem pouco específicos, deve-se atentar a sintomas mais explícitos na idade da infância e adolescência, como transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. Para os pais é difícil aceitar a hipótese de um transtorno, o que dificulta o diagnóstico e uma possível terapia, a fim de evitar a progressão do transtorno. 

Dessa forma, o transtorno bipolar na infância e na adolescência deve ser bastante divulgado e esclarecido, como forma de melhorar a psicoeducação, prevenção, e em casos que há a presença dos sintomas, o tratamento adequado.

por Rodrigo Longo

Veja Também!

|Dados do Artigo:

Psicologia
Distúribios e Transtornos

Transtorno Bipolar na infância e na adolescência, causas, sintomas e tratamentos

Fonte:
http://www.minhavida.com.br/saude/materias/15121-transtorno-bipolar-pode-ser-diagnosticado-na-adolescencia
http://drauziovarella.com.br/letras/t/transtorno-bipolar/

Share

Transtorno Bipolar – Tratamentos e Grupos de Apoio

O tratamento do transtorno bipolar tem como objetivo evitar as oscilações de humor constantes e ajudar o paciente a agir da melhor forma possível perante estas alternâncias e os episódios estimuladores do comportamento bipolar. Saiba mais sobre o tratamento do transtorno bipolar!

Transtorno Bipolar

Tratamentos e Grupos de Apoio

Os períodos de depressão e mania voltam a ocorrer na maioria dos pacientes, mesmo durante o tratamento. Os principais objetivos do tratamento para o transtorno bipolar são:
tratamento transtorno bipolar

Evitar as oscilações entre as fases;

Evitar a necessidade de internação;

Ajudar o paciente a lidar com as possíveis oscilações e os episódios estimuladores do comportamento bipolar;

Descobrir os eventos estimuladores do comportamento bipolar e alterações de humor, a fim de reduzir as reações de instabilidade e crises de temperamento;

Impedir o comportamento autodestrutivo e suicídio;

Investigar problemas emocionais e possíveis desequilíbrios que podem afetar o tratamento;

Uso de medicamentos estabilizadores de humor como, Carbamazepina, Lamotrigina, Lítio, Valproato, antipsicóticos, ansiolíticos, entre outros.

Terapia Eletroconvulsiva (TEC)

Técnica utilizada tanto na fase maníaca quanto na depressiva em que os medicamentos não surtem mais efeitos. A técnica utiliza uma corrente elétrica para causar uma breve convulsão no paciente anestesiado.


Estimulação Magnética Transcraniana (EMT)

Esta técnica utiliza pulsos magnéticos direcionados para as áreas afetadas do cérebro. Geralmente esta técnica é utilizada após a TEC.

Terapias de apoio

Os tratamentos auxiliares visam auxiliar não só os pacientes, mas também as famílias, proporcionando a psicoeducação e ensinado ambos a lidarem com a situação e reduzirem as chances dos sintomas retornarem. Estes programas também oferecem acompanhamento e apoio para os portadores do transtorno que não recebem o apoio da família.

transtorno bipolarOs grupos de apoio também podem ajudar no tratamento e na recuperação do portador do transtorno. Há diversos grupos presenciais e também em redes sociais em que o paciente pode estar compartilhando seus sentimentos e experiências com outras pessoas que sofrem da mesma doença.

por Rodrigo Longo

Grupos de apoio – Transtorno Bipolar

Psicologia
Tratamento do transtorno bipolar
Tratamento do transtorno bipolar, grupos de apoio e terapias alternativas para o portador e família

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Transtorno_bipolar
http://www.minhavida.com.br/saude/temas/transtorno-bipolar
http://drauziovarella.com.br/letras/t/transtorno-bipolar/
Share

Sintomas do Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar caracteriza-se por ser um distúrbio psíquico que apresenta oscilações de humor e mudanças frequentes de comportamento. São diversos os sintomas e podem variar conforme o tipo do transtorno bipolar , sua intensidade, frequência e duração. Saiba quais são os sintomas do transtorno bipolar!



Sintomas do Transtorno Bipolar


As fases e sintomas podem durar meses e são:


Sintomas maníacos:

transtorno bipolar

Distração

Dificuldade de concentração

Crises e falta de controle de temperamento

Alterações do sono

Transtorno alimentar

Uso de álcool e/ou drogas

Isolamento social

Sentimento excessivo de culpa

Prática excessiva de sexo

Hiperatividade

Euforia

Autoestima exagerada (faz uma opinião ilusória de si mesmo e de suas habilidades)

Pensamentos acelerados e confusos

Incômodo frequente

Irritabilidade e impaciência
Compulsão para falar
Comportamento agressivo
Mania de grandeza


Sintomas depressivos


Tristeza
Desânimo e apatia
Pensamento sobre morte e suicídio
Perda de peso e falta de apetite
Comer excessivamente e ganho de peso
sintomas transtorno bipolarSentimento de culpa
Sentimento de inutilidade
Baixa autoestima
Dificuldade de concentração
Alterações do sono
Esquecimentos constantes
Frustração e desmotivação pela vida



Os sintomas podem oscilar frequentemente e variar de intensidade, frequência e duração.

Alertas!


O tratamento é a melhor forma de prevenir que a doença progrida e cause mais instabilidade emocional e crises. O tratamento adequado pode assegurar ao paciente a possibilidade de levar uma vida normal.
Os portadores do transtorno bipolar apresentam crises depressivas que podem aumentar o risco de suicídio.
Os remédios devem ser prescritos e ajustados conforme o andamento do tratamento.
O uso de álcool e/ou drogas pode agravar ainda mais o quadro bipolar.
A melhora do paciente pode dar a falsa ideia de que o tratamento não é mais necessário, o que pode contribuir para a progressão da doença.
A família também pode precisar de tratamento psicoterápico, visto que a doença pode afetar todas as pessoas que convivem diretamente com o bipolar, além de ser fundamental que a família aprenda a lidar com o portador do transtorno.

Transtorno Bipolar Psicologia

Share

Tipos de Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar ou distúrbio do humor caracteriza-se pelas oscilações de humor frequentes e afeta o comportamento do indivíduo e todas as áreas da sua vida. As consequências pode ser graves e os tipos podem variar de intensidade, frequência e duração. Saiba quais são os tipos de transtorno bipolar!


Tipos de Transtorno Bipolar

Transtorno Bipolar – Tipo 1 

tipos de transtorno bipolarEste tipo de bipolaridade caracteriza-se por períodos de mania que duram aproximadamente sete, seguido de fases de humor deprimido que podem se estender por duas semanas ou até meses. Os sintomas de mania e depressão intensos e profundas mudanças comportamentais. As mudanças afetam os relacionamentos familiares, afetivos e sociais e o desempenho profissional. Nos casos mais graves e avançados, a internação é necessária devido ao risco de suicídio e complicações psiquiátricas.

Transtorno Bipolar – Tipo 2

Neste tipo há eventos de depressão e manias seguido de euforia, excitação e otimismo e agressividade. Neste caso os danos não são graves, o comportamento não causa grandes prejuízos e as atividades não são totalmente comprometidas.

Transtorno Bipolar – Tipo Misto

No transtorno bipolar misto os sintomas dão indícios de bipolaridade, mas não são específicos e não são suficientes para um diagnóstico preciso. Dessa forma, a classificação da doença e a correlação com os dois tipos anteriores torna-se mais complexa.

Transtorno ciclotímico

O mais leve dos tipos anteriores e é caracterizado por alternâncias crônicas de humor, que podem ocorrer em um só dia. No transtorno ciclotímico, o indivíduo alterna sintomas de mania e de depressão leve e que aparentam uma leve instabilidade de temperamento.


transtorno bipolar

Os tipos de transtorno bipolar apresentam diversos sintomas em intensidades, frequência e duração diferentes, sendo que alguns são comuns em todos os tipos e outros são bem peculiares. Saiba mais sobre os sintomas do transtorno bipolar.

por Rodrigo Longo



Veja também!

1. Transtorno Bipolar – O que é?
2. Sintomas do Transtorno Bipolar
3. Transtorno Bipolar – Tratamentos e Grupos de Apoio
4. Transtorno Bipolar na adolescência
5. Transtorno Bipolar – A doença que mais causa suicídios

Dados do artigo:

Transtorno Bipolar
Psicologia
Conheça os tipos de transtorno bipolar, seus sintomas e tratamentos

Fonte:

Share

Transtorno Bipolar – O que é?

transtorno bipolar
O transtorno bipolar é uma das doenças mais misteriosas da atualidade e é caracterizado por oscilações de humor que se manifestam através de episódios de mania, euforia, alegria, depressão entre outros estados de humor. Estas oscilações de humor podem ser muito rápidas e causarem grande impacto na vida do paciente, família, trabalho e em todas as áreas da vida. Os danos podem ser irreparáveis!
Saiba mais sobre o transtorno bipolar, suas causas, sintomas e tratamentos!



Transtorno Bipolar

O que é?

transtorno bipolarO transtorno bipolar é um distúrbio psíquico complexo e a sua causa exata ainda é desconhecida, mas estudos afirmam que a bipolaridade pode estar relacionada a fatores genéticos e alterações em certas áreas do cérebro. O transtorno atinge tanto os homens quanto as mulheres, entre 15 e 25 anos e os tipos de bipolaridade podem variar pelas suas características, intensidade, (leve, moderada e grave), frequência e duração.
Em muitos casos a predisposição para esse distúrbio do humor é evidente, uma vez que certos eventos podem manifestar comportamentos bipolares, e que, se não tiverem o tratamento adequado e o quanto antes, podem agravar o quadro bipolar.
Episódios frequentes de depressão, estresse prolongado, remédios inibidores do apetite (anorexígenos e anfetaminas) e disfunções da tireoide podem ser eventos ativadores do distúrbio do humor.

tipos transtorno bipolar

O comportamento da pessoa bipolar é imprevisível e a reação perante as pessoas e situações é sempre desproporcional, ou seja, para a pessoa bipolar pequenos motivos são suficientes para ela agir de forma instável e desequilibrada.

por Rodrigo longo




Veja Também!

1. Tipos de Transtorno Bipolar

2. Sintomas do Transtorno Bipolar
3. Transtorno Bipolar – Tratamentos e Grupos de Apoio
4. Transtorno Bipolar na adolescência 
5. Transtorno Bipolar – A doença que mais causa suicídio

Dados do Artigo:

Transtorno Bipolar 

Share

DEPRESSÃO – Dicas de como combater!

A depressão é uma doença que afeta várias áreas da vida da pessoa. Sintomas como a tristeza e a apatia podem fazer com que a pessoa perca a vontade de viver. Confira algumas dicas para combater a depressão!

Depressão

Dicas de como combater!


Faça exercícios físicos

depressaoEstudos concluíram que a prática de exercícios físicos frequentes podem ser uma poderosa ferramenta no combate à depressão. Atividades físicas renovam o ânimo, proporcionam a sensação de bem-estar e melhoram o humor. Caminhadas, musculação, natação, bicicleta, corrida, enfim qualquer exercício faz bem ao corpo e a mente.

Alimentação

psicologia

Os carboidratos melhoram o humor e a falta deles contribuindo para a tristeza. Alimentos como frutas e legumes, feijão e grãos integrais ajudam a regular o humor.

Os peixes também podem ajudar no combate à depressão.  Eles também causam a sensação de bem-estar e melhoram o humor.
Evite estimulantes como café, refrigerantes ou outros derivados da cafeína. Nada de álcool, pois as bebidas alcoólicas são completamente depressivas.

Exponha os seus sentimentos

terapiaA terapia é uma ótima ajuda e indicada no tratamento da depressão. Através da terapia o depressivo pode expor os seus sentimentos como, ansiedade, tristeza, dores, medos, angústia, etc. 
Se tiver dificuldade em se abrir com outras pessoas, coloque os sentimentos em um papel, especialmente os ruins, alivia os sentimentos negativos e espanta a depressão.

Busque desenvolver a espiritualidade

tratamento depressao

Procure uma religião, seja qual for não importa. A espiritualidade como recurso pode devolver a motivação de viver, combater a apatia, ensinar a pessoa a enxergar a vida de uma maneira diferente, além de se relacionar com outras pessoas para não cair no isolamento.

depressao

tratamento da depressao

terapia para depressao

combate da depressao

Depressão

Categoria: Doenças

Psicologia

Share

Saúde – 7 alimentos que combatem a Ansiedade

A ansiedade mal gerenciada provoca a desorganização do funcionamento mental, e consequentemente do corpo, gerando mal-estar, inquietação, angústia e aflição, além de desenvolver problemas como o alcoolismo, o uso de drogas e a depressão. Isso impede a pessoa de viver a vida e exercer as suas funções normais no dia-a-dia. Além do tratamento adequado, existem alimentos que podem ajudar no controle da ansiedade, e ajudar o ansioso a viver melhor. Confira 7 alimentos que combatem a ansiedade!


Sete Alimentos que combatem a ansiedade

psicologiaFrutas cítricas: Ricos em vitamina C, promove o bom funcionamento do sistema nervoso e aumenta a sensação de bem-estar.





terapia

Leite, ovos e derivados magros: São fontes de um tipo de aminoácido (triptofano) que alivia os sintomas da ansiedade. Recomenda-se o consumo de 2 a 3 porções por dia deste grupo de alimentos.




saudeCarboidratos: Provenientes dos cereais também podem combater a ansiedade, dando energia, bem-estar e disposição ao organismo.




frutas

Banana: Ajuda no combate da depressão e alivia os sintomas da ansiedade.






alimentos

Carnes e peixes: A melhor fonte natural de triptofano. Recomenda-se de 1 a 2 porções diárias, preferencialmente as carnes brancas e magras.




chocolate

Chocolate: Favorece  a sensação de bem-estar, melhora o humor e reduz a sensação de ansiedade. Recomenda-se 30 grmas de chocolate por dia e de preferência o amargo.





dietaEspinafre: Contém ácido fólico, uma potente vitamina antidepressiva. Combate a ansiedade diminuindo o excesso de substâncias oxidantes no cérebro.





A boa alimentação é fundamental, não só para o combate a ansiedade, mas para a prevenção de todas as doenças e para o bom funcionamento do organismo. Alimente-se bem!

Supere a Ansiedade – 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em Motivação!



Supere a Ansiedade - 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em MotivaçãoO Livro Superar a Ansiedade – 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em Motivação tem como objetivo te ajudar a trabalhar de forma positiva a ansiedade, prevenindo seu agravamento para um transtorno mais sério, que exige um tratamento clínico.

Você vai receber ensinamentos, que te ajudarão de forma natural e prática a superar a ansiedade e seus transtornos.

O E-Book tem 20 Capítulos dividido em 67 páginas, está em formato PDF, para facilitar sua leitura em qualquer meio digital.

Você vai receber um conteúdo prático e objetivo, que vai tirar suas dúvidas e trazer uma compreensão simples sobre esse problema.

ASSISTA O VÍDEO DE APRESENTAÇÃO!



Esse livro está dividido em 20 Capítulos e 2 Práticas em formato de Atividades Motivacionais, veja abaixo alguns temas que serão abordados:


    Supere a Ansiedade - 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em Motivação

  • Ansiedade não é de todo Mal, então quando devemos nos preocupar com a Ansiedade
  • O medo é um aliado da Ansiedade
  • Ansiedade, vilã ou mocinha?
  • Quais os Sintomas, Diagnósticos e Tratamentos Clínicos indicados para o Transtorno de Ansiedade
  • Tratamentos Alternativos e Naturais que Controle de Ansiedade
  • Como a Meditação ajuda no combate e no controle da Ansiedade
  • Como não deixar que a Ansiedade atrapalhe sua vida afetiva
  • Transforme Ansiedade em Sabedoria
  • Inteligência Emocional no Combate a Ansiedade Negativa
  • Poder do Bom Humor e o Pensamento Positivo
  • Atividade Prática de Atenção Plena
  • Atividade Prática Saúde seu Dia


Além do ebook você vai receber também:


Supere a Ansiedade - 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em MotivaçãoAudio Book


Áudio-Book, arquivo em formato MP3, das principais partes do livro.
Narrada pela autora, para facilitar a mobilidade e fixação dos conhecimentos e atividades sugeridas.



Meditações Guiadas


Também em formato MP3 para você abaixar e reproduzir.

Você pode reproduzir ouvir e praticar onde e como quiser.

Meditações Guiadas
São 3 faixas de Meditações Guiadas:

  • Meditação para aprender a Respirar, Acalmar e Relaxar
  • Meditação Lei da Abundância, eliminar o medo da Escassez causada pela Ansiedade
  • Meditação para Libertar Sentimentos Negativos


Vídeo Aula Acupuntura sem Agulhas

Supere a Ansiedade - 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em Motivação
Passa-a-Passo da Manobra de Auto-acupuntura, para ser praticado em momentos de crise, se ansiedade, estresse e pânico.

São manobras simples, sem uso de agulhas, somente por acupressão que é a pressão feita pelas pontas dos dedos.

Capaz de liberar energias positivas, por estimulo e intensão, para equilibrar os canais de acupuntura que lidam com sistema emocional.

Uma técnica que não leva mais de 5 minutos.

SUPERE A ANSIEDADE DE MANEIRA SAUDÁVEL E COM QUALIDADE DE VIDA!






Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco:
sossobriedade@gmail.com




Veja também!

1. Ansiedade – Causas, sintomas e tratamentos

2. Dicas de saúde – Problemas emocionais X emagrecimento

3. Dicas para os pais manterem os filhos longe das drogas

4. Dependência emocional – Muletas psicológicas

5. Drogas depressoras

Dados do Artigo:

Ansiedade

7 alimentos que combatem a ansiedade

Busca:

ansiedade

dieta

saude

combate da ansiedade

Fonte:

Saúde – 7 alimentos que combatem a Ansiedade

Categoria: Psicologia

Terapia

Share

Síndrome do Pânico – O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos


A síndrome, ou transtorno do pânico, é uma enfermidade que se caracteriza por crises inesperadas de medo e desespero. Este transtorno pode estar associado ao alcoolismo, uso de drogas, ansiedade e depressão e se não tratado adequadamente pode interferir drasticamente na nossa vida, como no trabalho, na família, na vida social, na sexualidade, entre outras áreas. Saiba mais sobre a síndrome do pânico, suas causa, sintomas e tratamentos!


psicologia


O que é a Síndrome do Pânico


A síndrome do pânico é um tipo de transtorno de ansiedade no qual ocorrem ataques repetidos de medo intenso de que algo ruim aconteça de forma inesperada. A pessoas tem a impressão de que vai morrer naquele momento de um ataque cardíaco, porque o coração dispara, sente falta de ar e tem sudorese abundante.

Causas

As causas podem ser por diversos fatores, ora pode ser por fatores genéticos, ora pelo histórico e experiências vividas. Não se sabe ao certo a causa, até por que não existe uma única causa, mas uma série de fatores determinantes envolvidos que compõem o quadro patológico.

Sintomas da síndrome do pânico

Os ataques de pânico começam de repente, e geralmente duram entre 10 a 20 minutos, mas podem durar horas dependendo da situação e do estado emocional e psíquico da pessoa. Muitas vezes estes ataques podem ser confundidos com o ataque cardíaco e a pessoa acha que vai morrer.
Os sintomas mais comuns são:
terapiasDor no peito ou desconforto
Tontura ou desmaio
Medo de morrer
Medo de perder o controle ou de uma tragédia iminente
Sensação de engasgar
Sentimentos de indiferença
Sensação de estar fora da realidade
Náuseas ou mal-estar estomacal
Dormência ou formigamento nas mãos, nos pés ou no rosto
Palpitações, ritmo cardíaco acelerado ou taquicardia
Sensação de falta de ar ou sufocamento
Suor, calafrios ou ondas de calor
Tremores
Muitas pessoas com síndrome do pânico também podem ter problemas com o álcool, uso de drogas e depressão.

Tratamento da Síndrome do Pânico

A primeira atitude a tomar é marcar uma consulta com um médico especialista ou uma terapia com um psicólogo.
O tratamento busca ajudar o paciente a agir normalmente na vida cotidiana. Os tratamentos mais adequados são os que utilizam medicamentos em conjunto com uma terapia cognitivo-comportamental (TCC).
psicologiaA terapia cognitivo-comportamental ajuda a entender os comportamentos e o que fazer para mudá-los, entender as visões distorcidas dos estressores da vida e dar um resignificado aos fatores estressantes, bem como gerenciar o estresse e situações que causam ansiedade e medo.
Outras ações também podem ajudar no tratamento e na recuperação da pessoa, como fazer exercícios físicos, dormir o suficiente, fazer refeições reguçares e evitar a cafeína e alguns remédios para gripe e estimulantes.
Se você tem ataques de pânico evite:
Álcool

Estimulantes, como cafeína e cocaína

sindrome do panico

panico

tratamentos do panico

sintomas do panica


Dados do Artigo:

Síndrome do Pânico

Categoria: Psicologia

Terapia

Share

Ansiedade – Causas, sintomas e tratamentos


A ansiedade, angústia, medo, insegurança, timidez e aflições são muito semelhantes, embora a ansiedade tenha alguns atributos peculiares. Ora positiva, ora negativa a ansiedade pode trazer benefícios se for tratada corretamente e mantida em equilíbrio. Conheça as causas, sintomas e tratamentos da ansiedade!





 O que é Ansiedade?

psicologiaDo ponto de vista técnico, a ansiedade pode ser entendida como um fenômeno, uma consequência normal do funcionamento do organismo, que se traduz por uma pressa, uma ânsia de movimento, uma inquietação interior, e que estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, pode fazer o contrário, impedindo reações. A ansiedade não tratada e mal administrada pode ser prejudicial para o funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal).

saude Ela também pode aparecer como um desejo exagerado para que algo aconteça apoiado no pretexto de que o objeto de desejo fosse muito bom e prazeroso. A mente age de forma mentirosa prometendo que a ansiedade acabará quando o desejo for saciado e tudo ficará bem. Mas na verdade quando o desejo é saciado a mente busca uma nova forma, um novo objeto para ansiar, e isso acontece incessantemente, como se o indivíduo estivesse sentindo uma febre eterna e constante, provocando angústia e inquietação o tempo todo.

A ansiedade vicia, e quanto mais pressa temos, mais falta sentimos dela, ou seja, a mente se habitua à pressa e passa a precisar dela para que o organismo funcione normalmente.

Vale a pena ler:


Causas


 Os transtornos de ansiedade são doenças relacionadas ao funcionamento do corpo e às experiências de vida. Na medida em que vamos absorvendo as vivências, alegrias, frustrações e todas as experiências com o mundo, vamos desenvolvendo a ansiedade. Não existe uma causa específica, mas vários fatores que contribuem para o estado ansioso. Se não tratada ela pode nos consumir e até desenvolver outras doenças psíquicas e físicas.

depressaoA pessoa pode se sentir ansiosa a maior parte do tempo sem nenhuma razão aparente ou pode ter ansiedade apenas às vezes, mas tão intensamente que se sentirá imobilizada. A sensação de ansiedade pode ser tão desconfortável que, para evitá-la, as pessoas deixam de fazer coisas simples (como usar o elevador) por causa do desconforto que sentem.

Sintomas da ansiedade


A ansiedade tem sintomas muito intensos e aparecem da seguinte maneira:


1 – Preocupações, tensões ou medos exagerados (a pessoa não consegue relaxar)

2 – Sensação contínua de que um desastre ou algo muito ruim vai acontecer

3 – Preocupações exageradas com saúde, dinheiro, família ou trabalho

4 – Medo extremo de algum objeto ou situação em particular

5 – Medo exagerado de ser humilhado publicamente

6 – Falta de controle sobre pensamentos, imagens ou atitudes, que se repetem independentemente da vontade

7 – Pavor depois de uma situação muito difícil.

7 Dicas para controlar a ansiedade

1 – Mude sua atitude em relação ao problema. Tente informar-se sobre o que está causando a ansiedade.


2 – Respeite suas limitações e, quando for preciso, peça ajuda.

3 – Respire fundo e calmamente. Feche os olhos, imagine-se numa praia e imagine um mar com ondas cada vez mais lentas.

4 – Mantenha pensamentos positivos e evite situações que remetam a pensamentos negativos ou autodestrutivos.

5 – Valorize e viva o presente. Se a ansiedade é causada pelo passado, nada poderá ser feito
para mudá-lo e, se for relacionada ao futuro, poderá te impedir de viver o presente.

6 – Identifique o que causa ansiedade ou tristeza e mantenha-os longe.

7 – Dedique-se a alguma atividade no tempo presente e mantenha sua mente focada neste objetivo, evite distrações e, principalmente, as situações que podem causar ansiedade.


A prática regular de atividade física de baixo impacto como caminhar, andar de bicicleta ou nadar são ótimas armas para lidar com a ansiedade. Por isso, recomenda-se que a pessoa ansiosa faça exercícios todos os dias e, durante os exercícios, tenha pensamento relacionados à própria atividade física ou outros pensamentos positivos.

Tratamento da ansiedade

insoniaExistem três tipos de tratamento para os transtornos de ansiedade:

1 – Medicamentos (sempre com acompanhamento e receita médica)

2 – Psicoterapia com psicólogo ou médico psiquiatra

3 – Combinação dos dois tratamentos (medicamentos e psicoterapia)

4 – Participação em reuniões de grupos de apoio (internet e presenciais)
         
A maior parte das pessoas com ansiedade começa a se sentir melhor e retoma as suas atividades depois de algumas semanas de tratamento. Por isso, é importante procurar ajuda especializada na unidade de saúde mais próxima. O diagnóstico precoce e preciso da ansiedade, o tratamento eficaz e o acompanhamento por um prazo longo são imprescindíveis para obter melhores resultados e menores prejuízos.

por Rodrigo Longo


Supere a Ansiedade – 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em Motivação!



Supere a Ansiedade - 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em MotivaçãoO Livro Superar a Ansiedade – 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em Motivação tem como objetivo te ajudar a trabalhar de forma positiva a ansiedade, prevenindo seu agravamento para um transtorno mais sério, que exige um tratamento clínico.

Você vai receber ensinamentos, que te ajudarão de forma natural e prática a superar a ansiedade e seus transtornos.

O E-Book tem 20 Capítulos dividido em 67 páginas, está em formato PDF, para facilitar sua leitura em qualquer meio digital.

Você vai receber um conteúdo prático e objetivo, que vai tirar suas dúvidas e trazer uma compreensão simples sobre esse problema.

ASSISTA O VÍDEO DE APRESENTAÇÃO!



Esse livro está dividido em 20 Capítulos e 2 Práticas em formato de Atividades Motivacionais, veja abaixo alguns temas que serão abordados:


    Supere a Ansiedade - 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em Motivação

  • Ansiedade não é de todo Mal, então quando devemos nos preocupar com a Ansiedade
  • O medo é um aliado da Ansiedade
  • Ansiedade, vilã ou mocinha?
  • Quais os Sintomas, Diagnósticos e Tratamentos Clínicos indicados para o Transtorno de Ansiedade
  • Tratamentos Alternativos e Naturais que Controle de Ansiedade
  • Como a Meditação ajuda no combate e no controle da Ansiedade
  • Como não deixar que a Ansiedade atrapalhe sua vida afetiva
  • Transforme Ansiedade em Sabedoria
  • Inteligência Emocional no Combate a Ansiedade Negativa
  • Poder do Bom Humor e o Pensamento Positivo
  • Atividade Prática de Atenção Plena
  • Atividade Prática Saúde seu Dia


Além do ebook você vai receber também:


Supere a Ansiedade - 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em MotivaçãoAudio Book


Áudio-Book, arquivo em formato MP3, das principais partes do livro.
Narrada pela autora, para facilitar a mobilidade e fixação dos conhecimentos e atividades sugeridas.



Meditações Guiadas


Também em formato MP3 para você abaixar e reproduzir.

Você pode reproduzir ouvir e praticar onde e como quiser.

Meditações Guiadas
São 3 faixas de Meditações Guiadas:

  • Meditação para aprender a Respirar, Acalmar e Relaxar
  • Meditação Lei da Abundância, eliminar o medo da Escassez causada pela Ansiedade
  • Meditação para Libertar Sentimentos Negativos


Vídeo Aula Acupuntura sem Agulhas

Supere a Ansiedade - 7 Práticas que Transformarão Ansiedade em Motivação
Passa-a-Passo da Manobra de Auto-acupuntura, para ser praticado em momentos de crise, se ansiedade, estresse e pânico.

São manobras simples, sem uso de agulhas, somente por acupressão que é a pressão feita pelas pontas dos dedos.

Capaz de liberar energias positivas, por estimulo e intensão, para equilibrar os canais de acupuntura que lidam com sistema emocional.

Uma técnica que não leva mais de 5 minutos.

SUPERE A ANSIEDADE DE MANEIRA SAUDÁVEL E COM QUALIDADE DE VIDA!






Para saber mais informações ou esclarecer dúvidas entre em contato conosco:
sossobriedade@gmail.com




Não deixe de ver também:

Insônia – Causa, Sintomas e Tratamentos

Álcool e Drogas – 12 Sintomas que antecedem a recaída

Dicas de Saúde – Física, mental, espiritual e emocional

Tortura Psicológica – O que é e como interfere na nossa vida?


Busca:

ansiedade

psicologia

saude emocional

saude

Dados do Artigo:
Share

Dicas de Saúde – Física, mental, espiritual e emocional



Para viver plenamente e com qualidade de vida, não basta cuidar somente da beleza e do corpo. é preciso mais, algo transcendente a nós mesmos. Para isso a saúde física, mental, emocional e espiritual devem andar juntas e estar interligadas. Saiba como viver a saúde completa


Dicas de Saúde

psicologiaFísica, mental, espiritual e emocional

1. Cuidar do coração

Mantenha o coração em paz, mesmo frente à qualquer coisa ou situação adversa. Os Bens e patrimônios da vida pertencem somente a Deus. Sabendo ou não, concordando ou não, esta é a lei maior, e contrariando esta lei, só estaremos prolongando a inquietude e o sofrimento.

2. Busque o trabalho de qualidade

saude e bem-estarO trabalho bem feito, respeitando os limites do corpo e da mente, proporciona a sensação do dever cumprido. Lembre-se que trabalho não está somente associado a “emprego” ou profissão, com o objetivo de ganhar dinheiro, mas relacionado ao empenho e o progresso em prol da humanidade. Ser útil para o mundo e para as pessoas nos traz paz de espírito. Não há equilíbrio físico sem harmonia espiritual.

3. Cultive o hábito da oração

psicologiaSeja qual for a religião, não importa, a prece é a maneira de nos conectarmos com algo maior que nós mesmos, silenciar o coração e o espírito. É a luz que cura o corpo e a alma.

4. Busque o descanso de qualidade

Trabalhe com qualidade, mas não esqueça do descanso para repor as energias. Todos os tipos de excessos são nocivos ao ser. Trabalhe com equilíbrio e descanse com equilíbrio. Cultive o descanso proveitoso e saudável, pois as trevas nos alcança pela hora ociosa.

5. Invista no estudo 

Renove as idéias, quebre paradigmas, questione, seja apaixonado em conhecer a vida e o mundo. Quem está alienado na filosofia do “achismo” anda sem sair do lugar. Aprender e reinventar a maneira de viver favorece a renovação das células orgânicas.

6. Elimine os sentimentos negativos

Evite sentimentos como raiva, inveja, ressentimentos, discórdia e conflitos. Eles não são edificantes. A pior das doenças está no campo emocional, dos pensamentos e dos sentimentos que afetam diretamente o corpo físico, mental e espiritual. É a raiz de todos as doenças, o veneno que mata aos poucos.

espiritualidade7. Desenvolva o hábito da meditação

Acalme os ânimos, respire, escute o mundo ao seu redor, esvazie a mente. O ar puro acompanhado de uma boa limpeza mental é precioso alimento.

8. Cultive a higiene no seu sentido mais amplo

O banho é mera obrigação! A boa higiene não limpa só o corpo físico, mas purifica o espírito, o coração, os pensamentos e os sentimentos.

9. Coma moderadamente

A criatura sensata come para viver, enquanto o imprudente vive para comer.
Não há equilíbrio sem moderação!

10. Seja paciente e pacífico

Não exija demais dos outros, seja compreensivo, pois é um bem que você estará fazendo para si mesmo. Se queremos ser amados precisamos no mínimo tolerar o outro. Esperar demais dos outros é ser refém das atitudes alheias.Não se torne dependente das ações alheias, pois estará colocando a sua saúde plena nas mãos do outro. A Bondade Divina é para todos e infinita, não vale a pena conservar o coração na intolerância e ser engolido pela queda na morte inútil. Seja luz de ânimo e amor.


Viva e deixe viver!

Autor: Rodrigo Longo

Não deixe de ver também:


Tensão emocional – A força devastadora do ser




Dicas de saúde

Física mental, espiritual e emocional

Busca:

saúde

dicas de saude

psicologia

espiritualidade

Dados do Artigo:

Dicas de Saúde

Categoria: Saúde

Psicologia

Share

Tensão emocional – A força devastadora do ser


Não é difícil encontrar pessoas em toda parte com desajustes emocionais. Quase sempre não caminham, mas arrastam-se em um corpo sofrido, fruto de tensões emocionais que doem no fundo da alma. Essas pessoas não dialogam, mas fomentam a queixa de si mesmas, dos outros e das coisas. Uma lamentação eterna que envenena a alma. Saiba mais…

psicologiA



TENSÃO EMOCIONAL

A força devastadora do ser


Insegurança, conflitos íntimos, frustrações, tristeza, desânimo, cólera, inconformidade e todos os tipos de sentimentos negativos, dilaceram sutilmente o corpo físico. Esta força devastadora no campo dos pensamentos, sentimentos e emoções acabam por se alastrar, não só pelo corpo físico, mas pelo ambiente ao redor deste corpo, como o câncer, como um vírus.
É necessário compreender a existência de Deus e praticar os seus ensinamentos, independente da religião preservar o corpo, a alma e o espírito contra estes desequilíbrios.
Aceitar a vida como ela é sem ilusões ou distorções e procurar melhorá-la constantemente com paciência, dia após dia é o primeiro passo.
Aprender a estimar as pessoas como elas são, sem esperar delas mudanças por conveniência, aplicar o trabalho e o progresso com dedicação, apreciar o repouso e o entretenimento para revigorar o ânimo e as energias e servir ao próximo sempre, pois fazer o bem é a vacina para a alma e para o espírito.
Desfazer-se do lado das situações negativas e de ambientes desfavoráveis, mantendo-se do lado de pessoas positivas, de bem e de situações e ambientes agradáveis e saudáveis.
Jamais cultivar ressentimentos, mágoas, rancores ou qualquer sentimento dessa natureza, de maneira que não adoeças e o passar do tempo não lhe surpreenda.
Em vez de complicar as coisas criando complexas teorias e opiniões que possam torna-lhe uma pessoa rígida, intolerante e inflexível, simplifique a vida eliminando o que é desnecessário, valorizando o que é belo e eterno, acrescentando uma boa dose de alegria nos pequenos detalhes que passam despercebidos.
Admita e aprenda com os fracassos, como lição proveitosa para o crescimento, para o amadurecimento, em vez de optar pela lamentação e a autopiedade.
Incentive as pessoas, valorize o que elas tem de bom, de esperança a elas e não as reprima de maneira tirana. Busca o entendimento e a harmonia através da atração pela simpatia.
UM GRANDE ABRAÇO A TODOS!
Share

Tortura Psicológica – O que é e como interfere na nossa vida?

sintomas-dependente-quimico

A tortura psicológica pode deixar traumas irreversíveis e desenvolver distúrbios psicológicos como a depressãoestresse pós-traumático, crises de ansiedade, fobias, síndrome do pânico, entre outras doenças psíquicas. Veja como a tortura psicológica interfere na nossa vida! 





Tortura Psicológica

psicologiaO que é e como interfere na nossa vida?

Entende-se por tortura psicológica qualquer tipo de sofrimento mental, seja ele causado por desequilíbrio emocional,que é a raiz do problema, mas também por fatores externos como ofensas, humilhações, xingamentos, entre outros, que podem traumatizar e causar angústia e sofrimento, e em diversos casos perduram por anos deixando às vezes sequelas irreversíveis.
Algumas vezes causam mais danos do que as agressões físicas, podendo afetar não só uma pessoa mais todo um círculo de relacionamento entre pessoas desestabilizando a harmonia e equilíbrio do ser e do ambiente.
Há casos em que a tortura psicológica pode ser utilizada por algumas pessoas propositalmente e com o intuito de alcançar determinado objetivo, como uma confissão ou pelo simples prazer em desestabilizar ou ofender o outro.
depressãoA vítima da tortura psicológica tem grandes chances de desenvolver distúrbios psicológicos como a depressão, estresse pós-traumático, crises de ansiedade, fobias, síndrome do pânico, entre outras doenças psíquicas.
Para alguém que sofre algum tipo de tortura psicológica é difícil procurar ajuda, , pois na grande maioria dos casos a pessoa se sente envergonhada de se abrir com outra pessoa ou mesmo por medo de enfrentar o problema. A terapia adequada com psicólogos, a partilha e o diálogo com pessoas de confiança e mais próximas ainda é o melhor caminho para o início do tratamento.
 Se você sofre ou já sofreu algum tipo de tortura psicológica e carrega algum tipo de trauma, ressentimento ou mesmo que seja uma má lembrança, procure um tratamento adequado. Muitas vezes estas dores e sofrimentos guardados agem na nossa vida de maneira inconsciente e silenciosa, mas que causam grandes estragos no decorrer dos anos. 

Não deixe de ver também:

Sintomas de depressão

Drogas depressoras

Tensão emocional – A força devastadora do ser

Os pensamentos e as doenças

Dependência emocional – Muletas psicológicas

Tortura Psicológica

O que é e como interfere na nossa vida

Busca:

tortura psicológica

psicologia

depressão

traumas

fobias

ansiedade

saúde

terapias

Dados do Artigo:

Tortura Psicológica

Categoria: Psicologia

Terapias

Share

Álcool e drogas – Mecanismos de defesa utilizados pelo dependente químico

alcoolismo

O dependente químico utiliza-se das mais variadas estratégias para defender a continuidade da sua dependência. Ele utiliza de mecanismos de defesa como fuga ou negação da realidade. Admitir a realidade significaria uma agressão à sua auto-estima, e a aceitação dessa realidade significaria fraqueza e inferioridade. confira alguns mecanismos de defesa utilizados pelo dependente químico!




Álcool e drogas

psicologiaMecanismos de defesa utilizados pelo dependente químico

O dependente químico pode ter estes sintomas defensivos quando abordado sobre o seu uso de drogas e/ ou álcool e sobre os seus problemas pessoais, principalmente os problemas causados pelo uso e abuso de álcool e/ou drogas.



Existem muitos mecanismos de defesa, mas apresentaremos aqui os mais utilizados:

Negação: O próprio nome diz, é a negação do fato.
           
tipos de drogasEx.: “Eu não estou tendo nenhum contato com companheiros de ativa.”

Racionalização: Tendência a justificar os comportamentos inadequados através de argumentações.

Ex.: “Só fui ao bar porque precisava comprar cigarros, só isso!”

Projeção: Tendência a transferir a culpa ou a responsabilidade dos erros para outras pessoas.

Ex.: Só entrei no bar porque fulano me chamou.”
       Eu não tenho culpa se me ofereceram bebida.”

Hostilidade: O dependente torna-se agressivo ou hostil quando abordado ou questionado.

Ex.: “Você não tem nada a ver com a minha recuperação, vai cuidar da sua vida!”
Minimização: Tendência a diminuir a importância do fato.

Ex.: “Que nada! Só entrei um pouquinho no bar e logo saí.”

Generalização: Justificamos o nosso comportamento através do comportamento de outros.

Ex.: “Não tem problema ir jogar baralho no bar, todo mundo faz isso.”

Desfocalização: Mudamos o foco da conversa apontando para outra pessoa.

Ex.: “Você não sabe o que me comentaram lá no bar…”

Intelectualização: Usar termos difíceis e teorias complexas para justificar o comportamento errado.

Ex.: “É uma questão de preconceito inerente à sociedade.

depressão

Repressão: Bloqueio inconsciente de situações ou momentos que são dolorosos demais para serem lembrados.

Ex.: “eu não me lembro de ter agredido assim a minha filha!”

Existem muitos outros mecanismos de defesa utilizados pelo dependente, químico, estes são os mais comuns e presentes quando a doença se instala.
Durante o processo de recuperação o dependente químico também pode utilizar, de maneira inconsciente, estes mecanismos. Daí a importância da participação em reuniões de grupos de apoio,da partilha, da convivência com os amigos de recuperação, da espiritualidade e das terapias, pois a cumplicidade, o comprometimento e auto-análise permitam enxergar melhor os nossos comportamentos e ações, ou seja, “aquilo que eu não vejo, o outro vê”. 

Não deixe de ver também:

Sintomas de recaída – Mecanismos de defesa 

Cura espiritual

Dependência Química

O dependente químico 

Os 12 Passos – Auto-análise

Álcool e drogas

Mecanismos de defesa utilizados pelo dependente químico

Busca:

álcool e drogas

mecanismos de defesa

drogas

dependência química

alcoolismo


Dados do artigo:

Álcool e drogas – Mecanismos de defesa utilizados pelo dependente químico

Álcool e drogas

Psicologia

Share

Álcool e drogas – Sintomas observados no dependente químico

dependência de drogas

A dependência química é uma doença que atinge as pessoas de forma indiscriminada, de tal forma que, umavez instalada provoca a desestruturação da pessoa em todas as áreas do ser: física, mental, espiritual, social, familiar, e profissional. Assim, na medida em que estas áreas da vida começam a desabar, o dependente químico vai apresentando sintomas emocionais e comportamentais que o levam cada vez mais para o abismo. Confira 14 sintomas observados no dependente químico!



Álcool e drogas

alcool e drogasSintomas observados no dependente químico 

    alcool e drogas

  1. Tende a negar ou minimizar o consumo de drogas.(ver mecanismos de defesa)
  2. Defende-se quando falam que ele é dependente ou tem problemas com drogas.
  3. Afirma que não usa drogas.
  4. Admite somente que usa eventualmente ou socialmente.
  5. Muitas vezes restringe o hábito ao momento atual da vida.
  6. Justifica o excesso como consequência de problemas que os outros vem lhe causando.
  7. Coloca os prejuízos num futuro muito distante, que não o atingirá.
  8. A droga assume um caráter prioritário, e o alívio que consegue através dela vai ser buscado além de qualquer outra consideração. Ele precisa da droga para enfrentar o mundo.
  9. A droga tem a finalidade de eliminar a ansiedade da espera e a angústia da frustração.
  10. Precisa da droga de acordo com o seu desejo, possuidora de um poder mágico de suprir todas as suas necessidades. Projeta na droga uma imagem idealizada, ressaltando o lado bom e minimizando as consequências negativas.
  11. Sua vivência do tempo é premente, está sempre sob um sentimento de urgência. Imediatismo.
  12. Situações de espera, mesmo de alguns minutos, lhe resultam insuportáveis, como se fosse uma tortura, não podendo tolerar a espera para que um desejo seja atendido.
  13. Substitui a reflexão pela ação impulsiva, atua para evitar o desprazer.
  14. Baixa tolerância a estados de tensão, frustração, o que faz querer ser saciado no mesmo momento. Irritabilidade.

    Na medida que a doença vai progredindo, o dependente químico pode apresentar muitos outros sintomas e comportamentos defensivos. Veja mecanismos de defesa e saiba mais sobre estes comportamentos. 

Não deixe dever também:

Álcool e drogas – Mecanismos de defesa utilizados pelo dependente químico


Álcool e drogas – Sintomas observados no dependente químico

Categoria: Álcool e drogas

Sintomas

Share

Álcool e Drogas – 12 Sintomas que antecedem a recaída

Durante o processo de recuperação, a auto-avaliação é sempre necessária para que possamos rever nossos passos, nossos comportamentos, nossas conquistas e também estarmos atentos aos sintomas que podem nos levar à uma recaída. Confira 12 sintomas que antecedem a recaída!



1 – DESONESTIDADE

alcool e drogas  No início surgem as pequenas mentiras, nas pequenas coisas que aparentemente não demonstra tanta importância como saídas, amigos, escola, trabalho. Com o tempo estas mentiras começam a aumentar, como justificativa dos comportamentos errados, que contradizem a postura adotada durante o tratamento e a recuperação. Com isso as mentiras vão se tornando cada vez maiores até deixar de cumprir com as obrigações do dia-a-dia. A disciplina e o compromisso com a recuperação vai se perdendo silenciosamente e aos poucos. Termina com a desonestidade completa para consigo mesmo (auto-engano), o que fatalmente o levará à uma recaída.

 2 – IMPACIÊNCIA

 Exigir demais dos outros e de si mesmo, querer tudo pra já, traçar metas que não poderá alcançar no tempo desejado, concentrar-se unicamente em problemas que ainda não estão completamente resolvidos: Vá com calma! Passo – a – Passo! Simplifique a sua vida!

3 – INTOLERÂNCIA

 Discutir e disputar pequenos pontos de vista achando-se dona da verdade, tendo sempre

alcool e drogas - sintomas

respostas para todos e para si mesmo. Desejar que todas as pessoas mudem só porque eu mudei! Viva e deixe viver!


4 – INDISCIPLINA

Descuidar horários e compromissos, como trabalho, estudos, reuniões de grupos de apoio, espiritualidade. Nada de grandioso se consegue nesta vida sem sacrifício.

5 – DEPRESSÃO

Medos e desesperos inexplicáveis e irracionais, sentimentos de vazio e insatisfação constantes. Sintomas como este deve-se procura a causa imediatamente para que seja tratada. Os grupos de auto-ajuda, reuniões, conversas com os amigos de recuperação, terapias, entre outros recursos podem ser de grande importância neste caso. Olhe a vida positivamente, acredite em si mesmo!

6 – FRUSTRAÇÃO

Alimentar o desencanto com as pessoas e coisas que não estão sendo favoráveis.Lembre-se que nem tudo é exatamente como a gente quer, felicidade não é ter o que se quer, mas amar o que se tem.

7 – EUFORIA

Como já mencionado antes, a calma, a paciência, são as chaves para se construir um futuro passo – passo. evite a empolgação e o auto-engano de que tudo já está bem, que não precisa mais cuidar da recuperação, que não pode ficar melhor do que está. A falta de cuidado e a ignorância perante os perigos e situações de risco produz uma enorme quantidade de recaídas. Cultive a moderação, mantenha o seu equilíbrio emocional.

8 – EXAUSTÃO

 Discipline horários de trabalho e lazer, não se canse demais, proteja a sua saúde. Se você se sentir bem, mais chances terá de pensar bem e produzir com qualidade.

9 – TROCA DE DEPENDÊNCIA 

Substituir o álcool ou drogas por tranquilizantes, ou tóxicos por álcool, uma mera troca de dependência, e está trapaceando consigo mesmo. É a maneira mais sutil de caminhar em direção à recaída.

10 – AUTOPIEDADE 

Julgar as suas falhas sempre de maneira benevolente justificando-se sempre. Lamentar-se: Por que as coisas só acontecem comigo? Ninguém dá valor ao que eu faço! Todos podem beber menos eu! Buscar sempre desculpas para o fato de ser depedente.

11 – PRETENSÃO 

alcool e drogas Achar que está curado e que não precisa mais cuidar da recuperação. Não tenho mais medo do álcool e das drogas! Qualquer um pode recair menos eu! Posso frequentar os mesmos lugares que não tem mais perigo, pois estou bem! Estas posturas fazem com que se percam totalmente as defesas que evitam a recaída.

12 – AUSÊNCIA AOS GRUPOS

 Todas as recaídas contam com a história do abandono dos grupos de auto-ajuda (N.A., A.A., etc). A troca de experiências é vital para fortalecer a vontade de continuar em recuperação relembrando os frequentes fracassos a fim de evitá-los, ressaltando as conquistas alcançadas na sobriedade e continuar vinculado com pessoas que estão buscando o mesmo objetivo, com o mesmo propósito, a sobriedade. Se por algum motivo não simpatizar mais com o grupo que está frequentando, procure outro, mas não abandone o hábito de frequentar sempre algum grupo deste estilo. Não existe grupo ruim, são só diferentes, mas todos buscam a mesma coisa: Se unirem em uma corrente de auto-ajuda mútua para ficarem sóbrios!

Não deixe de ver também:

1.Sintomas de recaída – A negação

2.Sintomas de recaída – Comportamentos defensivos

3.Sintomas de recaída – Mecanismos de defesa

4.Sintomas de recaída – sentimentos e emoções

5.Sintomas de recaída – Memória e estresse

Álcool e Drogas

12 Sintomas que antecedem a recaída

Autor: Rodrigo Longo

Referência Bibliografica:

Material didático do Processo Terapêutico da Comunidade Terapêutica Nova Jornada
Autor: Pablo Kurlander
Psicólogo e coordenador

Busca:

álcool e drogas

dependência química

tratamento

Álcool e Drogas

Categoria: Dependência Química
Sintomas
Share

Insônia – Causa, Sintomas e Tratamentos

insônia tem entre as causas mais comuns o estresse, ansiedade e consumo abusivo de álcool. Conheça os sintomas e tratamentos para a insônia!











O que é Insônia?

Sinônimos: Insônia psicofisiológica, Insônia aprendida, Insônia crônica, Insônia primária, Distúrbio do sono

A insônia é a dificuldade para dormir ou manter o sono ou ainda a sensação de cansaço ao acordar durante pelo menos um mês.

Causas

A insônia primária não é causada por nenhuma condição física ou mental conhecida.


A insônia é causada por vários motivos. As causas mais comuns de insônia são:
Álcool
Ansiedade
Café
Estresse


A insônia secundária é causada por um problema médico. A depressão é uma causa muito comum de insônia secundária. Muitas vezes, a insônia é o sintoma que faz com que pessoas com depressão procurem ajuda médica.

Exames

O médico realizará um exame físico e fará perguntas sobre que medicamentos você está usando, sobre seu histórico clínico e o uso de drogas. Geralmente, esses são os únicos métodos necessários para diagnosticar a insônia.


A Polissonografia, um estudo do sono feito durante a noite, pode ajudar a excluir outros tipos de distúrbios do sono (como a apneia do sono).

Sintomas de Insônia


Dificuldade em adormecer na maioria das noites

Cansaço durante o dia ou vontade de dormir durante o dia
Não sentir-se revigorado após acordar
Acordar várias vezes durante o sono

As pessoas que têm insônia primária tendem a pensar o tempo todo em dormir bem. Quanto mais elas tentam dormir, maior é o sentimento de frustração e angústia, e o sono se torna ainda mais difícil.

Buscando ajuda médica

Consulte um médico se a insônia crônica se tornou um problema.

Tratamento de Insônia

As dicas a seguir podem ajudar a melhorar o sono. Isso é chamado de higiene do sono.
Evite cafeína, álcool ou nicotina antes de dormir.
Não tire cochilos durante o dia.
Coma em horários regulares todos os dias (evite grandes refeições perto da hora de deitar).
Faça exercícios pelo menos duas horas antes de ir deitar.
Deite-se todas as noites no mesmo horário.
Mantenha condições confortáveis para dormir.
Elimine a ansiedade que vem com a tentativa de dormir distraindo-se ou procurando ficar confiante de que vai dormir.
Use a cama apenas para dormir e ter relações sexuais.

Faça algo relaxante antes de dormir (como ler ou tomar um banho) para que não fique pensando em questões preocupantes. Assistir à TV ou usar o computador pode ser estimulante para algumas pessoas e interferir na capacidade de adormecer.

Se não conseguir dormir em 30 minutos, levante-se e vá para outro local na casa. Faça alguma tarefa relaxante até se sentir sonolento.


Um método de evitar preocupações, que pode mantê-lo acordado, é ter o hábito de escrever um diário antes de ir para a cama. Liste todas as questões que o preocupam. Com esse método, pode-se conseguir transferir as preocupações da mente para o papel. Isso vai deixar a mente mais calma e mais preparada para dormir.



Quando se tem boa higiene do sono, qualquer pessoa pode ser capaz de dormir adequadamente. Consulte um médico se tiver insônia crônica que não melhora.


É importante lembrar-se de que sua saúde não está em risco se não tiver de 6 a 8 horas de sono todos os dias. Pessoas diferentes têm necessidades de sono diferentes. Algumas ficam bem com apenas 4 horas de sono por noite, enquanto outras só rendem bem se tiverem de 10 a 11 horas.


As necessidades de sono também mudam de acordo com a idade. É importante ouvir os sinais de sono do corpo e não tentar dormir mais ou menos do que é revigorante para você.

Share

Arrependimento – O passo para a libertação!

auto ajuda e motivaçãoComo prometido, aí vai uma mentalização para perdoar a si mesmo. Respire fundo aproximadamente 5 vezes até que se sinta confortável e em paz. Leia pausadamente as seguintes palavras:

“Neste momento, decido perdoar-me. Sei que nem sempre consigo ser o filho que gostaria de ser, o marido (ou esposa) que gostaria de ser, o funcionário que gostaria de ser, enfim, a pessoa que eu gostaria de ser. Sei também que por vezes, acabei proferindo palavras duras que acabaram por magoar outras pessoas. Também sei que tive pensamentos de raiva, ciúme, ódio, calúnia em relação a algumas pessoas. Também me recordo de atos que eu não gostaria de ter feito. Leia o texto na íntegra!

Porém, agora compreendo que estes atos, palavras e pensamentos não foram proferidos pelo meu “eu divino” (interior) e sim pelo “eu externo”, que ainda está amadurecendo e nem sempre sabe se comportar adequadamente. Agora que me conscientizei de que meu “eu interior” é totalmente imaculado, pois nunca errou, deixo que a luz emitida por ele apague todos os meus erros. Sinto agora a minha própria luz interior apagando todos os meus erros e suas consequências. É como o sol da manhã derretendo a geada matinal.

Agora, após verdadeiro arrependimento, sinto que estou absolvido pela minha própria consciência e tomo a convicta e firme decisão de ser menos egoísta e doar o que tenho de melhor dentro de mim (amor, carinho, boas palavras, elogios, incentivos) como forma de espalhar o bem e sepultar definitivamente meus erros e omissões. Já estou perdoado. Fim da mentalização.”

Quem ainda não se sente um ser divino (por complexo de inferioridade) pode imaginar que a luz que faz desaparecer e absolver os erros sejam emitidas pela grande vida universal ou ser supremo.
Para que não soframos com o sentimento de culpa e também com o sentimento de auto-punição, é importante que aprendamos a perdoar a nós mesmos.

Para que possamos nos perdoar, é necessário primeiramente separar a sua essência e seu ser externo. Seu ser externo é esse que você já conhece, que briga, que fica irado, que é egoísta e que nem sempre se comporta como você gostaria. Já sua essência é seu ser divino, sua perfeição inata, algo que jamais se alterou ou se alterará, sejam quais forem os atos e palavras do seu ser exterior.

Pois bem, o auto-perdão deve vir acompanhado do verdadeiro arrependimento. O verdadeiro arrependimento não é apenas debruçar-se e chorar pelo que fez ou deixou de fazer, mas sim promessa concreta mudança.

Não deixe de ver também:

1.A espiritualidade no tratamento da dependência química

2.As 4 marcas de Deus!

3.Bem – aventurado X Mal – aventurado 

4.Dependência emocional – Muletas psicológicas

5.Depoimento de um dependente químico 

arrependimento

O passo para a libertação

Fonte:http://www.blogdohenriqueamaral.blogspot.com.br/search/label/arrependimento
por Henrique Amaral

Busca:

espiritualidade

arrependimento

auto perdão

perdão

Dados do Artigo:

Arrependimento – O passo para a libertação

Categoria: Fé e Crença

espiritualidade

Share